Sobre acreditar na sorte ou o dia que ganhei ingressos pro show da Katy Perry

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Oi, tudo bem? Confesso que esse post já deveria estar no ar faz duas semanas, mas o tempo dos meus dias só pode ter menos de 20 horas, sério. haha não dou conta de fazer tudo que tenho pra fazer: trabalho, monografia, blog, namorado, vida… Tá difícil assim pra você também? Por um mundo com 30 horas, já!

A questão que esse post se resume a um e-mail que recebi no dia 10 de setembro, que tinha a seguinte frase:

Gabrielle,

Pronta para a turnê da sua vida? Você é uma das sorteadas na promoção Your Tour e ganhou 3 ingressos para os shows que escolheu.

Confesso que quando li esse e-mail achei que era vírus hahaha sério. Mas ai comecei a me ligar que eu realmente tinha me inscrito na promoção Your Tour da Budweiser, que tava sorteando ingressos para diversos shows aqui no Brasil. Conferi a empresa que me mandou o e-mail e dai minha ficha começou a cair.

Só tive a total certeza quando vi meu nome no site!

Só tive a total certeza quando vi meu nome no site!

Resumidamente, a promoção consistia em você escolher três shows que queria ir e indicar dois amigos que iriam com você. Eu escolhi: One Republic em São Paulo, Magic em Porto Alegre e Katy Perry em Curitiba. Claaaro que quando eu escolhi não botava fé que ganharia, mas tentei escolher pelo menos um show num local mais possível de eu ir, que no caso é Curitiba – uma viagem de duas horas de onde eu moro.

Quando vi que tinha ganho, comecei a esquematizar toda a questão, tirar dúvidas sobre a retirada dos ingressos e viabilizar minha ida pra Curitiba ver o show. Engraçado é que umas semanas antes eu tinha comentado com meu namorado ao ouvir uma música da Katy no rádio: “nossa, queria ir no show dela que vai ter no Brasil”. Não sou fãããã, mas eu curto, sabe? Tava afim de ir, mas né $$$$$.

Bom, não sei se foi por sorte ou sei lá, mas eu ganhei e na terça-feira, dia 29, vou ver o show da Katy Perry. Ainda nem tô acreditando direito que ganhei algo importante na vida auhahah (única coisa mais uau foi um ovo de páscoa de 1 kg em um sorteio). O sorteio veio numa hora que me animou muito, tava desanimada com algumas coisas, além de estar preocupada com a minha mono. Acho que isso veio pra dizer: ei, moça, tem coisas boas nessa vida, sabia? Obrigada por me lembrar disso, sorteio. ❤

Eu tô planejando gravar como vai ser essa trip, já que vou com meu namorado e um amigo, o Misael, que já escreveu este post por aqui. Acho que vai ser muito divertido!

Pra entrar no clima, um videozin de um show dela no Rock in Rio:

E você, tem sorte em sorteios? Já ganhou algo que curtiu muito? Me conta, vou adorar saber.

Um beijo,

Gabi.

Ah, me rendi ao snap e fiz um, me add lá: gaabsfigueiredo.

Anúncios

VÍDEO: Vlog Feira Largo da Ordem em Curitiba

Socorro que faz mais de um mês que não posto por aqui, mas é que essa vida não tá fácil, viu. Minha cabeça tá a mil com a minha monografia, não vejo a hora que isso acabe e, por isso, meu tempo tá sendo investido quase todo nisso.

Maaaas, eu fui pro Curitiba Social Media, como disse no último post, e aproveitei pra gravar um vlog em um dos lugares que eu mais gosto de visitar em Curitiba: a Feira do Largo da Ordem. ❤

A experiência de gravar um vlog foi muito diferente e engraçada. Em alguns momentos morri de vergonha e outros tava nem aí, bem bipolar mesmo hahaha Eu não fiquei falando tanto na frente do celular, já que esse era o primeiro vídeo desse tipo que eu gravo e né..não tenho as manhas ainda. :/

E por falar em manhas, a edição também foi um “desafio”, apesar de não ser mega complicada, já dá um trabalhinho isso, hein. Como não manjo desses paranauê, a edição tá daqueeeele jeito. hehe Mas espero que gostem!

Tentei mostrar algumas coisas que achei mais legal pela feira, tinha bastante coisa de decoração, tive que me conter pra não comprar e no fim só levei pra casa um quadrinho. Ponto pra mim! 😀

Bom, tá aí o vídeo:

Espero que vocês tenham gostado, e pra quem não conhece, aqui tem mais informações sobre a feira.

Beijos!

Curitiba Social Media: eu vou!

Oi, tudo bem? Essa coisa de último semestre da faculdade não é fácil, viu?! O negócio tá corrido por aqui, mas quis fazer esse post pra dar uma dica de evento, digamos assim.

Desde que entrei na faculdade eu quis ir pro Curitiba Social Media, mas nunca tinha dado certo. Só que neste ano me programei, intimei meu namorado, e até já compramos nossos ingressos pro evento que rola no próximo dia 22, em Curitiba (obviamente  hehe).

ingresso curitiba social media

Pra quem não sabe que evento é esse, o CSM foi criado em 2011, e traz o pessoal que produz conteúdo na internet brasileira para dividir as suas experiências. As atrações de 2015 ainda não estão todas fechadas, mas confira algumas pessoas que estão confirmadas:

atrações curitiba social media

Eu acho que vai ser uma dia bem bacana e uma oportunidade de adquirir bastante informação. Pro lado mais “menininha” vai rolar um painel com a Jana Make-up, Coisas de Diva e Tudo Orna. Tô ansiosa!

A programação ainda não está totalmente fechada, mas eles soltaram uma prévia aqui. Dá pra conferir todos os palestrantes confirmados até agora por aqui.

Bom, só queria dar essa dica, caso alguém se interesse pelo evento e queira ir também. Os ingressos custam R$36 meia entrada e podem ser comprados por aqui. Achei barato, mas tem uma taxa de entrega (sempre tem) de R25 :/

É isso, se você também for no evento, me conta, quem sabe a gente se cruza por lá, né?

Beijos,

Gabi.

1 ano de blog e cinco coisas que aprendi nesse tempo

No mês de junho fez um 1 ano que eu comecei com o blog. O tempo passou tão rápido que nem percebi, inclusive achava que o 1 ano ia ser só agora em julho, por isso não fiz post no mês certo kkk Mas como ainda vale lembrar a data, resolvi listar cinco coisas que aprendi, ou que ficaram ainda mais claras nesse período. Afinal, querer ter um blog e realmente ter são coisas completamente diferentes.

girl-791177_1280

Foto: Divulgação from Pixabay

1: Seu blog = sua personalidade

Eu estou contente com os conteúdos que compartilho aqui no About The Other Things, eles refletem quem eu sou e as coisas que eu gosto/me interesso. E isso é o mais importante em um blog. Confesso que tem assuntos que eu gosto bastante e que ainda não consegui dar uma atenção especial, como, por exemplo, compras em brechós, bazar, etc. Isso é uma coisa que gosto bastante, a maioria das minhas roupas são de lugares assim, mas ainda não encontrei uma maneira legal de compartilhar isso. Se você tiver uma dica, deixa nos comentários!

2: A frequência de postagens faz a diferença

Ai como seria perfeito se eu conseguisse atualizar o blog com mais frequência ❤ Acontece que eu tô no último ano da faculdade de Jornalismo e como o blog é só um hobbie, minha prioridade é me dedicar a minha faculdade e ao meu emprego. E por isso minha atualização é baixa comparada com outros blogs, normalmente posto uma vez por semana, tendo vezes que falho umas semanas. :/ Quando a minha frequência tá boa, mais pessoas visitam meu blog.

3: Colaborar em outro blog é uma ótima experiência

Depois de um tempinho que eu criei meu blog, participei da seletiva para colaborar no blog da Paloma Martins, o A Girl A Planet, na categoria cinema. Até lembro o dia que a Paloma entrou em contato comigo me convidando para participar como colaboradora. Foi muito bacana! ❤ Se você tiver a oportunidade de colaborar em um outro blog, eu super recomendo! Ali você tem a change de levar sua opinião para mais pessoas, além de, é claro, divulgar o seu blog.

4:  Ter um blog é trabalhoso

Antes de criar o blog eu pensava que tudo era muito lindo, mas acontece que não é bem assim. Fazer os posts dá muito trabalho, principalmente se você precisa fotografar alguma coisa. Apesar de eu não ser mestre na fotografia, sempre tento fazer as fotos de uma maneira legal e atrativa, e isso dá muito trabalho haha Não é fácil, não, hein!

5: Ter um blog é libertador

Eu sou uma pessoa muito indecisa com as coisas e muitas vezes sou insegura comigo. Rola aquele pensamento de que eu não sei fazer, de que não tá bom, de que o dos outros é melhor, sabe? E o blog tá fazendo isso diminuir. Quando vejo alguém comentando que curtiu o post, esses pensamentos somem. Ainda tenho vergonha de compartilhar os posts no meu facebook, por exemplo, por “medo” do que os outros vão pensar. Mas aos poucos isso tá mudando, ainda bem!

Bom, claro que tem muito mais coisas que eu poderia citar, mas essas cinco já refletem bem a minha experiência. E você, o que aprendeu no seu tempo de blog?

Beijos,

Gabi.